O que é a queratite por Acanthamoeba?

Trata-se de uma infeção rara nos olhos que pode acabar em resultados devastadores como perda de um olho ou cegueira permanente.

De acordo com os Centros para Controlo e Prevenção de Doença, as espécies Acanthamoeba são organismos microscópicos ubíquos que se encontram na água dos lagos e no solo. Mas estes organismos podem encontrar-se também em piscinas, jacúzis e mesmo na água potável. *

Muitas pessoas estão expostas a estes organismos, mas poucas ficam infetadas uma vez que eles costumam ser eliminados com a água. A infeção de queratite por Acanthamoeba pode acontecer através de cortes e de outros traumas nos olhos, exposição a água contaminada ou higiene deficiente no que se refere a rotinas de saúde dos olhos.

Quais são os sintomas de queratite por Acanthamoeba?

Os sintomas de queratite por Acanthamoeba incluem o seguinte:

  • Sensibilidade à luz e lacrimação excessiva
  • Visão desfocada com vermelhidão e dor nos olhos
  • Sensação de ter alguma coisa dentro do olho
  • Dores de cabeça intensas

Se sentir algum destes sintomas, não os ignore. Contacte o seu médico imediatamente. Refira se esteve a nadar e onde. Qualquer informação que possa fornecer pode ajudar.

Existem tratamentos para a queratite por Acanthamoeba, mas o diagnóstico precoce é essencial.

O que posso fazer para ajudar a reduzir as hipóteses de contrair queratite por Acanthamoeba?

Um trauma na córnea (a cúpula transparente que cobre o seu olho), juntamente com a exposição à espécie Acanthamoeba — especialmente em pessoas com um sistema imunitário comprometido — podem provocar uma infeção de queratite por Acanthamoeba, de acordo com a Academia Americana de Oftalmologia.**

Siga sempre as orientações de segurança para uma boa higiene uma vez que a queratite por Acanthamoeba pode atacar as pessoas que usam e as que não usam lentes de contacto.

Se usa lentes de contacto, pode ajudar a diminuir as hipóteses de ser infetado com queratite por Acanthamoeba seguindo estas dicas:

  • Use o método de “esfregar e enxaguar” quando limpar as suas lentes de contacto
  • Substituir o estojo das lentes de contacto pelo menos uma vez de três em três meses
  • Utilize sempre uma solução de limpeza nova — nunca encha a solução antiga com nova
  • Siga rigorosamente as recomendações do seu oftalmologista relativamente aos cuidados com as lentes de contacto

Tentar poupar alguns cêntimos esticando o prazo de substituição das lentes ou da solução de limpeza não compensa.

E, tal como indicado no nosso artigo sobre não nadar com lentes de contacto, evite tomar duche com as lentes. Mesmo a água da sua casa contém impurezas que podem ser captadas pelas suas lentes de contacto.

Milhões de pessoas usam lentes de contacto com segurança todos os dias. Contudo, existe uma razão pela qual o seu oftalmologista lhe indica como cuidar das lentes de contacto. Cumpra essas indicações e desfrute da liberdade que as lentes de contacto podem oferecer.

Nada do que consta neste artigo deverá ser interpretado como um conselho médico, nem se destina a substituir as recomendações de um profissional de saúde. Para perguntas específicas, consulte o seu profissional da visão.

*Centros para Controlo e Prevenção da Doença

**  A Academia Americana de Oftalmologia

Mais artigos

Pesquise sobre os nossos produtos