CMV significa citomegalovírus. Este vírus é uma fonte frequente de infecção no ser humano e, em geral, está inactivo no organismo sem produzir sintomas. Quando o CMV ataca as células na retina, a doença chama-se retinite por CMV. A retinite por CMV desenvolve-se em 20% a 40% dos doentes com sida, tornando-a a infecção do olho mais frequente associada à sida. Nas fases iniciais do CMV, poderá não notar nenhuma alteração na visão ou poderá notar partículas "flutuantes" ou perda de visão periférica. A doença começa muitas vezes num olho e pode aparecer depois no outro. Se não for tratada, a doença evolui e pode causar perda de visão grave. A retinite por CMV não está associada à sensibilidade à luz, dor ou vermelhidão do olho.